Mtier Logo

POR QUE VOCÊ TEM MEDO DE ERRAR?

O principal atributo dos que têm sucesso

Você deve conhecer inúmeras histórias que sugerem que o erro, o fracasso, a paixão e a determinação são os principais atributos das pessoas que triunfam ou triunfaram na vida. Vamos relembrar algumas dessas histórias:

  • Harrison Ford, que no primeiro filme não obteve o sucesso desejado, e trabalhou como carpinteiro para ter uma vida financeira mais estável;
  • Diego Hypólito, que sofreu uma queda quando era o favorito, ficando em sexto lugar;
  • Ed Catmull, que sonhava em criar desenhos animados, e mesmo não tendo conseguido aprender a desenhar à mão, tornou-se ninguém menos que o pioneiro da animação digital e fundador da Pixar. Ele disse: “Precisamos pensar sobre fracasso de forma diferente. Não sou o primeiro a dizer que o fracasso, quando abordado adequadamente, pode ser oportunidade de crescimento. Mas a maneira como a maioria das pessoas interpreta essa informação é que erros são um mal necessário. Erros não são um mal necessário. Erros não são um mal de maneira alguma. São uma consequência inevitável de fazer algo novo (e, como tal, devem ser vistos como valiosos; sem eles, não teríamos originalidade). E, ainda, mesmo dizendo que abraçar o fracasso é uma parte importante do aprendizado, também reconheço que aceitar essa verdade não é suficiente. Isso é porque o fracasso é doloroso, e nossos sentimentos sobre essa dor tendem a bagunçar nosso entendimento sobre seu valor. Para discernir entre as partes boas e ruins do fracasso, precisamos reconhecer tanto a realidade da dor como o benefício do crescimento em que resulta.” (tradução livre).

Podemos concluir que essas e tantas outras pessoas não se deixaram abater por obstáculos ou pelo medo de fracassar. Isso não quer dizer que elas não tinham medo. Quer dizer que elas superaram os seus medos. Então, o maior atributo é a coragem de seguir em frente, apesar do medo. É não se deixar abater por ele.

Nós temos medos diversos: medo de errar, de fracassar, do que vão falar os outros, dos rótulos que receberemos se falharmos, de passar ridículo, entre outros tantos medos, de ficar sem dinheiro, de perder alguém que amamos, etc.

Por que temos tantos medos? Por que a maioria fica paralisada por eles?

Qual é o problema, afinal?

O problema é que esses medos foram incutidos em nós desde a nossa infância. A cultura que temos desencoraja o erro, o fracasso, o ensaio. Somos bombardeados por ideias e crenças milenares que promovem preconceitos e pensamentos contrários ao processo natural de aprendizagem.

Desde muito cedo somos treinados para memorizar um amontoado de conteúdos acadêmicos. Para quê?  Para realizar as provas escolares. Para quê? Para passar de ano ou de grau. Somos castigados quando erramos. Alguns foram ridicularizados diante de amigos, colegas ou familiares, por ter tentado e falhado, por exemplo, dando uma resposta errada para uma pergunta em sala de aula ou quebrando um prato ao ajudar na cozinha. Nosso ego não gosta disso e tudo fica arquivado em nossa memória para que no futuro isso não se repita. Esse comportamento acaba sabotando o nosso crescimento, o nosso desenvolvimento e o nosso sucesso.

A grande maioria das pessoas não se deu conta de que, mesmo que não queira ou não saiba, carrega em si esses medos paralisantes. E são paralisantes especialmente quando não temos consciência sobre eles ou, pior ainda, quando achamos que não sofremos desse mal.

O que fazer, então? 4 passos para enfrentar seus medos:

  • Encarar o problema, intencionalmente.

Reconheça que o problema existe, sem vitimização ou culpabilização. Assuma o controle sobre as suas próprias escolhas procurando descobrir a real causa e consequência de cada uma delas

  • Romper com o equivocado paradigma que temos sobre fracasso e erro.

O fracasso só é fracasso mesmo, quando desistimos de lutar. Quando paramos de tentar. Quando nos damos por vencidos, esmorecidos por não termos mais energia para continuar. Quando não aprendemos com os nossos erros. Quando a opinião dos outros se torna mais importante do que os nossos projetos, sonhos ou propósitos. Quando nos preocupamos com os rótulos que teremos por termos tentado e caído, ou pior, quando nem tentamos.  

Afinal, por que você acha que não pode errar? Você realmente acha que poderá chegar aonde quer, sem passar pelo natural processo de aprendizagem? Por que você acha que sucesso e fracasso são coisas diferentes? Já parou para pensar nos seus fracassos e o que eles te ensinaram? E nas causas que determinaram seus sucessos?

  • Ter determinação e perseverança.

Se tentar e cair, não fique se lamentando. Pare de mimimis e desculpas autossabotadoras. Comece de novo, mas de um jeito diferente porque, logicamente, se continuar fazendo a mesma coisa que levou ao erro, fracassará novamente. Então, descubra o que faltou para acertar e tente de novo, quantas vezes forem necessárias.

  • Criar outro mindset.

Se não somos corajosos, podemos aprender a ser. Se temos crenças que nos limitam, podemos trocá-las por outras que nos fortaleçam. Se nos sentimos sem ânimo, podemos animar nossas vidas no esforço de encontrar em nós aquilo que poderia dar a ela um novo colorido. Se estamos dormentes, podemos despertar.

Siga em frente!

O caminho da persistência, da confiança em si mesmo, da perseverança e da paixão não é pavimentado, seguro, fácil, linear. Neste caminho há muitos obstáculos e riscos de variados aspectos, daí a necessidade da coragem. Se fosse fácil, quem não percorreria este caminho?

Precisamos de coragem para cometer os erros que nos farão aprender o que ainda não sabemos. De confiança em nós mesmos e em nossas próprias escolhas para que o medo do que possam pensar os outros, não nos vença.

Tolere o sofrimento causado pelo desconforto. Ele faz parte do processo. Aguente firme!


Por
Márcia Tiergarten

Alguns de nossos artigos

VOCÊ ESTÁ CANSADO DE TANTA TEORIA?

QUEM É VOCÊ?

7 LIÇÕES PARA CRIAR E MANTER UM MINDSET PODEROSO

Ver mais

Quer mais conteúdo? Se inscreva para receber em seu e-mail

"Nossa vida é o subproduto de um contexto histórico-cultural. E o contexto atual é permeado pela lógica do lucro que maquia a realidade para que não possamos vê-la, facilmente."

SIGA-ME NAS REDES SOCIAIS, PARA MAIS CONTEÚDOS DE QUALIDADE!

/marciatiergarten @mtiergarten /marciatiergarten