Mtier Logo
Já traçou seu próximo destino?

Já traçou seu próximo destino?

O conhecido psicólogo americano Edwin Locke, em 1968, publicou uma dissertação inovadora sobre a teoria de como uma ideia mental clara e específica pode nos colocar em ação na direção daquilo que imaginamos como ideal.

O conhecido psicólogo americano Edwin Locke, em 1968, publicou uma dissertação inovadora sobre a teoria de como uma ideia mental clara e específica pode nos colocar em ação na direção daquilo que imaginamos como ideal. Para ele, os nossos objetivos e metas influenciam as nossas escolhas, os nossos pensamentos, as nossas ações, enfim, o nosso comportamento de tal maneira que acabamos efetivando o que queremos.

Um dia desses, uma pessoa me contou sobre a sua primeira viagem internacional. Ela me disse que queria ter feito essa viagem há algum tempo, mas que só agora tinha conseguido realizá-la.  Perguntei:

O que você fez pra conseguir, finalmente, realizar a sua tão sonhada viagem?

Depois de pensar por alguns instantes, ela respondeu:

Eu acho que consegui porque fixei, intencional e claramente, a meta de realizá-la.

-

Mas por que o fato de você ter fixado essa meta fez com que você, finalmente, conseguisse realizar a viagem?

Ela respondeu simplesmente:

Não sei exatamente, só sei que funcionou, que deu certo.

Eu, que gosto sempre de associar teoria e prática, continuei incentivando que ela investigasse como fez pra conseguir o que queria:

Mas por que deu certo? Veja, se você conseguir descobrir isso pode repetir o processo pra concretizar outras metas, não é mesmo? Tente recordar alguns dos pensamentos, dos sentimentos, das ações, das escolhas que desencadearam o processo que acabou te levando a realizar a sua meta. Ou será isso uma coincidência?

Ela se deixou seduzir pelas perguntas e fez um esforço mental para recordar de alguns momentos que antecederam a viagem. Contou:

Teve um dia que escolhi deixar de comprar algo porque eu recordei que queria viajar; e tiveram outros momentos nos quais eu fiquei atenta para não fazer nenhum compromisso nos dias em que eu pretendia viajar… sei lá… quando eu me dei conta, já estava com as passagens nas mãos.

Então eu lhe disse:

Percebe o que aconteceu? Você deu à sua mente um direcionamento. Então, oportunamente, sua mente fez você recordar do seu objetivo. Você tinha uma meta a ser cumprida. Caso não houvesse nenhuma meta, é bem provável que você tivesse simplesmente comprado o tal objeto sem pestanejar ou que tivesse feito outros compromissos para a data que pretendia viajar, e assim por diante. Entende isso?

Ela ficou tão entusiasmada com o que descobriu que acabou fixando novas metas. Perceba que quando você dá uma direção clara e específica para a sua vida, a sua mente recebe, consequentemente, um direcionamento. Aquilo que fazemos hoje está sempre em ressonância com o futuro, queiramos ou não.

Por isso é tão importante saber o que queremos viver no futuro se quisermos fazer as melhores escolhas hoje. E você? Quais são as suas metas? Como o seu futuro está desenhado? Qual é a ideia que você tem sobre o seu futuro?


Por
Márcia Tiergarten

Alguns de nossos artigos

Já traçou seu próximo destino?

Podemos prever o futuro?

Você acha que essa é a escolha certa?

Ver mais

Quer mais conteúdo? Se inscreva para receber em seu e-mail

"Nossa vida é o subproduto de um contexto histórico-cultural. E o contexto atual é permeado pela lógica do lucro que maquia a realidade para que não possamos vê-la, facilmente."

SIGA-ME NAS REDES SOCIAIS, PARA MAIS CONTEÚDOS DE QUALIDADE!

/marciatiergarten @mtiergarten /marciatiergartenMtier Logo